Seleção Brasileira × na web de torcedores da Seleção Brasileira.
Seleção Brasileira
A rede social de torcedores da
Seleção Brasileira

curiosiadades da alemanha em copas

ebrasil Por ebrasil

em 07-07-2014 às 17:02

Segue algumas curiosidades sobre a Alemanha em algumas copas do mundo. É a história da seleção Alemã em alguns anos marcantes.

Veja curiosiadades da alemanha em copas:

Julho de 1954, clima de festa nas ruas alemãs. Após virar o jogo para 3 a 2, a Alemanha Ocidental vence a Hungria na final da Copa do Mundo da Suíça. Graças ao futebol, o povo, marcado por duas guerras mundiais e estigmatizado pelo passado nazista, experimenta uma catarse coletiva. Na primeira edição do Mundial realizada na Europa depois da Segunda Guerra, existia uma outra Alemanha, que não comemorou o título. A Oriental era um mistério para o resto do planeta.

Em 1974, os alemães ocidentais sediaram a Copa e conquistaram o bicampeonato. O muro construído em Berlim em 1961 era então o símbolo mais forte da separação do país. Levantado para impedir a migração da população sob o regime comunista para o lado capitalista, ele tinha 45 quilômetros de extensão e 3 metros de altura - tudo extremamente bem vigiado. 

Quando a bola rolar no dia 9 de junho para a abertura do Mundial deste ano, a realidade será completamente diferente. A primeira Copa pós-reunificação alemã remete à evolução histórica do país. No último século, além de ter passado por duas grandes guerras, a Alemanha teve papel central durante os 40 anos da Guerra Fria - a disputa entre os Estados Unidos e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas pela hegemonia global.

Em 1985, o então presidente soviético, Mikhail Gorbatchev, iniciou um processo de dissolução do bloco comunista devido aos escassos recursos econômicos do país. As causas eram a corrupção e os investimentos em armas (e não em setores de base da economia). Quatro anos depois, a onda de abertura chegou com tudo à Alemanha Oriental - e milhares de cidadãos comandaram manifestações e obrigaram o regime socialista a entregar o poder. A queda do Muro de Berlim é o símbolo máximo da reunificação das duas Alemanhas - que viveram nova glória futebolística apenas um ano depois, em 1990, quando a seleção faturou o tricampeonato nos gramados da Itália. O time ainda era formado só por craques do lado ocidental, mas a festa foi de todos os alemães. Mesmo com o lento processo de reunificação, eles já eram um só país.

Sua comunidade,
no seu celular
1 VOTOS

Obrigado/a por colaborar conosco. Comprovaremos a notícia denunciada e atuaremos em conseqüência.

Novos comentários

Deseja participar desta seção?

- Se você já está registrado, entre.

Se ainda não está registrado em paixaocanarinha.com.br: